segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Em busca da intensidade


Já pensou se pasássemos as parcelas de nossas vidas que gastamos em busca da felicidade e nos empenhássemos em ter vidas simplesmente intensas? Estamos tão preocupados na maior parte do tempo, tão sem tempo que esquecemos como é simples ser feliz. Nos ocupamos até com a procura da felicidade. Que tolinhos nós somos [tolos por opção, é importante ressaltar].
Hoje, quando eu estava sentada na sala de espera do consultório médico, uma mulher me chamou atenção ao entrar. Ela estava radiante. Abriu a porta com um sorriso enorme, falou com as atendentes sorrindo e de lá o sorriso não saiu. Ela não estava dentro dos padrões de beleza e nem usava roupas caras. Era obesa, usava uma blusa lisa com uma calça de academia servindo de leggin [é assim que escreve?], no rosto redondo remanesciam as marcas da adolescência e o óculos não estava bem na moda, o cabelo não emanava vida, não vinha no carro do ano, estava a pé com papéis na mão, o celular na outra, andar arrastado e o sorriso iluminado no rosto.
Essa mulher sim deve saber o que a intensidade da vida. Ela parecia sorrir simplesmente porque fazia sol e ela estava ali andando cheia de vitalidade. Entrou triunfante, mesmo que sem postura alguma, e pediu uma consulta para o dentista. Pra que ela precisava de dentista com aquele sorriso branco e alinhado? Não sei, mas fez fustigar em mim uma vontade de sorrir e simplesmente viver.
Não importa os meios pelos quais se é feliz. Ser feliz para você é estudar, se formar, arranjar um bom emprego, casar, ter filhos, morrer e ir pro céu? Ou é cair na farra com os amigos, ter vários namorados, beber até cair e dar o golpe no primeiro milionário? Pra mim eu não sei. Pode ser um pouco de cada ou nenhuma das opções. Talvez eu nem saiba soletrar felicidade. Só sei que começa coma letra F e termina com i-n-t-e-n-s-i-d-a-d-e, já o caminho, tanto faz.

W.A.M.


Um comentário:

MarinaniraM disse...

Segundo o filósofo... hehehe
Gandhi não é bem um filósofo, mas é muito sábio ao dizer "Não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho."
E um sorriso faz toda a diferença, é de graça, é contagiante, fortalece o sistema imunológico, deixa você mais bonita..e tantas outras coisas..
Mas simplesmente sorrir pelo bem-estar!
Tudo bem, alguns momentos são mesmo pra chorar, a vida precisa disso tb, mas desde que seja pra fazer sorrir bem mais depois que passar!
Muito legal seu texto, Wan!