sábado, 11 de outubro de 2008

Eu sou um negro gato

.


Os gatos são animais ariscos. Alheios a qualquer carinho eles se sentem auto-suficientes e riem dos melosos cachorros que abanam seus rabos por aí como se fossem cataventos.
Os gatos fogem das línguas babadas dos cachorros e de longe são imponentes, sarcásticos, donos de um humor negro peculiar no olhar astuto e ressaqueante.
Eles andam pelas ruas sozinhos, como se tivessem o universo pendurado no pescoço.
Não foram feitos para coleiras ou portas trancadas. O universo é seu lar.
O andar charmoso e empinado, como um humano no auge da lordose é marca desses felinos naturalmente boçais. Não é a toa que seu miados muitas vezes lembram um sonoro: Nãaaaao!
Eles sempre caem em pé com a astúcia que só lhes é capaz.
Eles têm 7 vidas também. Mas é importante lembrar que elas não são eternas. Eles podem morrer 6 vezes, porém a sétima é a derradeira.
E a morte desse animal Deus entre os egípcios é a única e mais dolorosa queda. Quando o felino imponente e sarcástico cai, ele cai pra valer.
Nessa hora ele lembra dos cães e suas lambidinhas e têm inveja de dormir ao pé da cama do dono. Nessa hora eles procuram outros gatos. Outros reis da ironia fina e do despudor que, apesar de não terem caído ainda, entendem... Eles não abanam seus rabos, mas o silêncio de um gato vale mais que mil lambidas.

.........................

W.A.M.

3 comentários:

um ser mal-criado disse...

"nããããoo"
=*

Wânyffer Monteiro disse...

somos 2 negros gatos

_Eddie_ disse...

prefiro o ODin
tenho alergia a gatos! srsrsrsr