terça-feira, 25 de novembro de 2008

Surtando

Você já surtou do nada sem precisar de um empurrãozinho ou explicação? Não? Deveria.
O que não entendo é a surpresa das pessoas em verem a irritante felicidade de outras.
Eu não faço questão de ser sempre a mesma e, como diria o poderoso mestre jedi, "eu prefiro ser essa metamorfose ambulante".
Dançar e cantar quando todos estão para baixo.
Cutucar um amigo até ele se irritar.
Fofocar com amigas.
Brincar com os pés dentro de um shopping.
Invadir provador masculino.
Dar um soco e levar um soco.
Nada disso tem preço.
Se eu pudesse escolher o meu humor de cada dia, escolheria meu velho surto. Mesmo que irrite ou enraiveça. É minha autenticidade, meu abrir de asas em momentos ruins.
Não há nada melhor do que surtar sem se importar com ninguém e levar/dar um soco.
Acredite.
Mais um post tapador de buraco.

W.A.M.

2 comentários:

Camiℓa Oℓiveira disse...

Às vezes também tenho meu humor variado, mas por mais estranho que esse nosso comportamento similar aparente aos outros, às vezes é legal ser assim.
Pois tudo que segue uma rotina acaba sendo cansativo, como pessoas sempre alegres, tristes ou hiperativas. É bom ter alguém do lado que possa medir ou proporcionar suas ações. Como quando está desanimado, ter alguém no início calmo para uma boa conversa ou desabafo e depois, alguém que possa levantar seu astral e animar o seu dia, ao invés de ter uma pessoa que só queira saber de festa quando o que na hora só se precise de um abraço ou minutos para ser escutado.

Loah. disse...

isso era tu surtada? eu jurava que era a Wan normal! o.o
e falando sério... tem coisa melhor do que cutucar ou encher o saco dos outros? ok, tem, mas isso também é super divertido. :D